Portuguese

Os jovens em todo o mundo estão “perdendo o jogo geracional” por causa da crise capitalista global. Essa é a conclusão tirada em um artigo recente publicado no Financial Times, o porta-voz das grandes empresas na Grã-Bretanha. Para horror da classe dominante, a crise está levando a uma crescente radicalização da juventude.

A turbulência tomou conta do empobrecido país da África Ocidental, a Guiné, desde que uma unidade de operações especiais do exército anunciou que havia capturado o presidente Alpha Condé e dissolvido seu governo no domingo. O líder do golpe e chefe das forças especiais do país, coronel Mamadi Doumbouya, anunciou na emissora estatal no domingo que a constituição do país havia sido suspensa e as fronteiras fechadas. Ele também anunciou um toque de recolher de 24 horas em todas as áreas, exceto nas áreas de mineração.

A guerra mais longa da América terminou em vergonha e humilhação abjeta para o imperialismo dos EUA. Vinte anos após a invasão do Afeganistão, a força militar mais poderosa que o mundo já conheceu sofreu uma derrota total nas mãos de um bando de fanáticos religiosos primitivos.

O capitalismo parou de levar a humanidade à frente. Deveria ter sido derrubado há muito tempo pela classe trabalhadora. Por que não foi? A chave da resposta está no papel da direção e do partido revolucionário. Este artigo, baseado em uma palestra durante a Escola Marxista de Verão de Montreal de 2021, examina os diferentes lados dessa questão e as ricas lições do movimento da classe trabalhadora mundial.

O Rei da Prússia disse uma vez que “assim que as nossas baionetas começarem a pensar, estaremos perdidos”. O mesmo pode ser dito do establishment em relação à juventude.

Publicado em 13 de agosto (sexta-feira), o artigo abaixo analisa os desdobramentos da ofensiva do Talibã após o anúncio da retirada dos EUA do Afeganistão. Ontem, a capital Cabul foi tomada pelas forças do Talibã expondo a humilhante derrota dos EUA em uma guerra que durou cerca de 20 anos. Apesar da velocidade dos acontecimentos, indicamos a leitura do artigo que segue atual e em breve vamos publicar novas análises.

As confusas e muito atrasadas Olimpíadas de Tóquio começaram na semana passada. Os Jogos Olímpicos se desenvolvem sem torcidas e em meio à desaprovação geral dos trabalhadores e jovens japoneses, que temiam com razão o perigo de um aumento das contaminações do coronavírus. Nesta quinta-feira (29), o país registrou a confirmação de 10 mil pessoas infectadas pela Covid-19 em um único dia, a maior marca em território japonês desde o início da pandemia. Após atingir um pico de quase 8 mil casos diários em abril, os números da pandemia vinham registrando uma queda.

A seção britânica da CMI, Socialist Appeal [Apelo Socialista], a voz marxista do Partido Trabalhista e da juventude, foi expulsa do Partido Trabalhista britânico, com a direita afirmando que eles são “estranhos” e “tóxicos” para os “objetivos e valores” do partido. Mas o marxismo tem uma longa história no movimento trabalhista britânico e no Partido Trabalhista. Este artigo responde às mentiras, difamações e calúnias.

Entre 24 e 27 de julho, mais de 2.800 marxistas de mais de 50 países se reuniram online para o Congresso Mundial da Corrente Marxista Internacional (CMI). Este congresso havia sido originalmente programado para ocorrer em 2020, mas foi adiado devido a eclosão da pandemia da Covid-19.

Morreu o Otelo - basta este nome para todos saberem de quem se trata - o jovem Major que gizou e coordenou todo o golpe militar de 25 de Abril de 1974.

Milhares de filiados ao Partido Trabalhista estão prestes a ser expulsos após uma votação do órgão dirigente do partido que visa banir o Socialist Appeal. O Comitê Executivo Nacional do Partido Trabalhista (NEC), dominado pela direita, votou por proibir quatro organizações de esquerda do partido, incluindo o Socialist Appeal. Esta decisão escandalosa e covarde é um ataque político direto a toda a esquerda. Starmer e a ala direita lançaram o desafio. Toda a esquerda deve se mobilizar e responder com militância e ousadia. Não seremos intimidados por este ataque. Junte-se a nós na luta pelo socialismo.

O Afeganistão está se preparando para outra guerra civil, com a retirada das forças dos EUA e aliadas após duas décadas de ocupação sangrenta. A retirada das tropas imperialistas, anunciada por Joe Biden, está prevista para ser concluída em 31 de agosto deste ano, embora a maioria das forças dos EUA já tenha partido ou esteja em processo de abandonar apressadamente o país enquanto o Talibã avança em muitas áreas.

No início deste mês, em meio a uma pandemia que é uma das piores catástrofes desde a 2ª Guerra Mundial, os magnatas bilionários Jeff Bezos (proprietário da Amazon e de sua própria empresa privada de voos espaciais, Blue Origin) e Richard Branson (proprietário da Virgin Galactic) anunciaram suas intenções para ver qual deles pode ser o primeiro a viajar ao espaço. Os dois também competem com a SpaceX de Elon Musk a se tornar a primeira empresa a enviar clientes super-ricos pagantes para o espaço.

Neste artigo, escrito pelos camaradas da Socialist Revolution, seção da Corrente Marxista Internacional (CMI) nos Estados Unidos, discute-se a necessidade de construção de uma organização revolucionária dos trabalhadores na luta pelo socialismo. No caso específico dos Estados Unidos, os camaradas procuram demonstrar a urgência de construir um partido de massas totalmente independente dos dois grandes aparatos do imperialismo: os partidos Republicano e Democrata. Criticando a política defendida pelo Socialistas Democráticos da América (DSA), organização ligada ao Partido Democrata, os camaradas da Socialist Revolution procuram discutir e demonstrar o papel da vanguarda

...

A situação em Cuba é grave. No domingo, 11 de julho, houve protestos em diversas cidades e povoados de Cuba que tiveram, como não podia ser de outra forma, grande cobertura na mídia internacional. De onde vieram estes protestos? Qual o seu caráter? Como os revolucionários devem responder?

Há um século, em 1º de julho de 1921, o Partido Comunista Chinês foi fundado. Começou como um partido revolucionário genuíno liderado por quadros dedicados e heroicos, mas veio abaixo ante a trágica derrota na revolução de 1925-27. Hoje, o PCCh é um instrumento de dominação capitalista, mas sua história inicial está repleta de lições inspiradoras e de advertências para os revolucionários de hoje. Para saber mais sobre a Revolução Chinesa, indicamos a leitura dos artigos “China e sua história revolucionária” e “...

O presidente haitiano Jovenel Moïse foi assassinado esta manhã em sua casa por homens armados não identificados. Até o momento, não está claro quem realizou esse ataque ou com que fim. Com o país mergulhando diariamente em uma crise cada vez mais profunda, existe agora a possibilidade de uma intensa luta pelo poder entre vários atores, incluindo o primeiro-ministro, os tribunais, bem como as forças armadas e até mesmo as poderosas gangues do Haiti. O fato é que Moïse, um presidente corrupto, autoritário e de direita, originalmente apoiado pelo imperialismo norte-americano, ficou cada vez mais isolado, e muitos grupos diferentes teriam interesse em sua remoção do poder.

O Paro Nacional colombiano esteve de pé por dois meses. No auge, 23 cidades em todo o país testemunharam revoltas contra o governo de Ivan Duque – um presidente visto por muitos como um fantoche do ex-presidente Álvaro Uribe. Centenas de milhares de trabalhadores e jovens bloquearam as estradas e marcharam pelas ruas de cidades como Bogotá, Medellín, Cali e Barranquilla.